avozmissionaria@hotmail.com

Pesquisar este blog

Postagem em destaque

Nove entre dez brasileiros atribuem a Deus sucesso financeiro

Nove entre dez brasileiros dizem que seu sucesso financeiro se deve a Deus, mostra pesquisa Datafolha. A porcentagem supera 90% ent...

E o dia fugiu pra não ver a morte do Justo. 

- Já era quase meio dia, e trevas cobriram toda a terra até às três horas da tarde; o sol deixou de brilhar. E o véu do santuário rasgou-se ao meio. Jesus bradou em alta voz: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito". Tendo dito isso, expirou, São Lucas 23.44, 45 e 46.

Após comemorar a Páscoa com seus discípulos, Jesus foi orar no monte das Oliveiras, quando foi entregue por Judas aos inimigos.
Depois de julgado pelo sumo sacerdote,  entrevistado por Pilatos e por Herodes, enfrentou o calvário, padecendo as agruras da morte, e isso por mim e por você. O momento foi de tanto sofrimento que a natureza expressou seu protesto. Mas Jesus não fugiu a sua missão.

Então, precisamos correr para cruz.
Carloman Octaviano - Natal / RN / Brasil

Atendamos o desejo de Jesus.

- E disse-lhes: "Desejei muito comer esta Páscoa com vocês antes de sofrer. - Pois eu lhes digo: Não comerei dela novamente até que se cumpra no Reino de Deus". São Lucas 22.15 e 16

Próximo a consumação de seu sacrifício, Jesus aproveitou o momento para celebrar sua última Páscoa juntamente com seus discípulos, e na oportunidade antecipou seu sentimento de saudade com uma expressão que me encanta: "desejei muito comer com vocês . . ." Comer juntos é coisa de intimidade, e ainda hoje, tudo que Jesus deseja é ter intimidade conosco. Por isso Ele disse: "Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo." Apocalipse 3.20.

Espere um momento, estão batendo e vou abrir a porta! 
Carloman Otaviano - Natal / RN / Brasil

Enquanto mantemos nossas esperanças nos bens terrenos . . .

- Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer, e estar de pé diante do Filho do homem", São Lucas 21.36.

Em quase todo o capítulo 21, Lucas relata a preocupação de Jesus em que seus discipulos estivessem preparados para o desfecho de Sua missão: - Seu retorno a terra, para levar Sua Igreja, para estar com Ele para todo o sempre. Mas o evangelho proclamado hoje é o que acende a esperança da humanidade na busca pelo bens terrenos. Todavia é importante lembrar que os bens terrenos ficarão aqui quando nos encontrarmos com o Senhor. Então devemos nos preparar, pois a qualquer momento pode acontecer o "retorno", e . . .

Que o Senhor nos encontre prontos para subir com Ele!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

O Príncipe nasceu!

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." - Isaías 9.6

Não se sabe ao certo a data de seu nascimento,  mas o que se sabe com certeza é que Ele nasceu. Numa noite clara e estrelada surgiu no céu uma estrela de um brilho intenso, indicando o nascimento de um príncipe. Aliás, muito mais do que de um príncipe, pois se tratava do nascimento do REI, o Rei do universo, o Emanuel, que chegava à terra para trazer Luz aos que estavam na escuridão, Liberdade aos cativo do pecado, e Salvação a todos os que se encontravam e se encontrem perdidos. 
A bem da verdade, era o Cordeiro de Deus que chegava ao mundo,  para entregar a sua vida,  por mim e por você, que foi morto e ressuscitou e agora está ao lado direito de Deus, intercedendo por nós! 

Que o Rei dos reis, todos os dias, renasça em nós!
Carloman Otaviano - Natal / RN / Brasil

Quando, é coisa de Deus; mas o como estamos, é coisa nossa!

- "Mestre", perguntaram eles, "quando acontecerão essas coisas? E qual será o sinal de que elas estão prestes a acontecer? ", São Lucas 21.7.

A volta de Jesus, conforme prometido em S. João 14.3, pode acontecer a qualquer momento. 
Mas o interessante é que da mesma forma que os discípulos se preocupavam com o quando, os seres humanos hoje, continuam com a mesma preocupação. Ocorre que muito mais interessante do que se preocupar com o QUANDO, devemos é nos preocuparmos em COMO estamos para o grande encontro. Deixando o quando por conta de Deus, cuidemos em como nos preparar para nos encontrarmos com Ele. (Felizes os que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas - Apocalipse 22.14).

Maranata, Ora vem Senhor Jesus!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Ressurreição dos mortos; eu creio nisso!

- Mas os que forem considerados dignos de tomar parte na era que há de vir e na ressurreição dos mortos não se casarão nem serão dados em casamento, e não podem mais morrer, pois serão como os anjos. São filhos de Deus, visto que são filhos da ressurreição, São Lucas 20.35 e 36

O que primeiro aprendemos aqui é que a vida não acaba quando o espírito do homem se separa do corpo. Com sua morte na cruz e sua ressurreição, Jesus inaugurou o paraíso, para onde vão os que morrem crendo e aceitando o sacrifício do Calvário (basta lembrar do ladrão da direita), até que aconteça a ressurreição. Outra coisa que aprendemos, é que no mundo vindouro teremos um corpo igual ao dos anjos (assexuados). Todavia o que chama mais atenção no texto é: "Mas os que forem considerados dignos . . .".  Para melhor entendimento da expressão em destaque é preciso ler São João 3.16.
Não é necessário fazer nenhum sacrifício para escapar da morte eterna pois Jesus já o fez, por mim e por você. Basta apenas crê.

Shabat Shalom! (feliz sábado)
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Não profanemos a casa de Deus!

- Disse-lhes: "Está escrito: 'A minha casa será casa de oração'; mas vocês fizeram dela 'um covil de ladrões'", São Lucas 19.46.

Quando Deus instituiu o Tabernáculo e posteriormente o Templo para lugar de culto e de adoração, queria que o povo tivesse um lugar específico para isso. Mas conhecendo o coração do homem, Ele sabia que esse homem transformaria Sua casa em local de obtenção de lucro pessoal. Então Ele instituiu o próprio homem como Seu verdadeiro templo. Por isso que o apóstolo Paulo disse: "vós sois o templo de Deus!". (1Co 3.16). Conscientes disso, devemos ter cuidado para não contaminar o templo do Senhor, que somos eu e você (espírito, alma, e corpo). 

Que o Espírito Santo nos ajude a mantermos limpo o Seu lugar santo! 
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

O Rei do universo montado em um jumentinho?

Ao aproximar-se de Betfagé e de Betânia, no monte chamado das Oliveiras, enviou dois dos seus discípulos, dizendo-lhes: "Vão ao povoado que está adiante e, ao entrarem, encontrarão um jumentinho amarrado, no qual ninguém jamais montou. Desamarrem-no e tragam-no aqui", São Lucas 19.29 e 30. 

Jesus sempre entrou em Jerusalém com discrição. Só que essa seria sua última entrada, pois sabia que havia chegado a hora de concluir a missão para a qual fora enviado pelo Pai. Então dessa vez era uma espécie de despedida antes de entregar sua vida pelos homens. Mas como Rei que era, não devia ter mandado os discípulos providenciar um animal mais pomposo, como um cavalo branco, forte,  majestoso? Mas escolheu um modesto jumentinho, pois entrava na cidade como um rei-cordeiro, que entregava sua vida como sacrifício a Deus por mim e por você. E assim ele cumpriu sua missão nos deixando mais uma lição de humildade. 

Que possamos entender e imitar esse comportamento do Mestre! 
Carloman Otaviano - Natal / RN / Brasil

Multiplicando o pouco para receber o muito.

Ele disse: "Um homem de nobre nascimento foi para uma terra distante para ser coroado rei e depois voltar. Então, chamou dez dos seus servos e lhes deu dez minas. Disse ele: 'Façam esse dinheiro render até à minha volta',
São Lucas 19.12 e 13.

Dez servos, dez minas; uma mina para cada servo. Mas esperem, o valor de uma mina é muito pequeno. Para se ter ideia, sessenta minas equivale a um talento. Comparando a parábola das minas com a dos talentos, veremos que na primeira um servo recebeu apenas uma mina, e com esta produziu dez minas a mais (1000 %) e na dos talentos um servo recebeu cinco (300 minas) e produziu mais cinco (100 %). À vista dos homens, vale mais quem possui mais, mas para Deus, vale mais aquele que tem a capacidade de produzir mais, mesmo que tenha recebido pouco. 
Sendo assim, experimentemos multiplicar o que Deus nos confiou, mesmo que pareça de pequeno valor. Um dia todos seremos chamados para prestação de contas, e tudo o que o Senhor está querendo dizer é: "servo bom e fiel, multiplicaste o que parecia ser de pequeno valor. Foste fiel sobre o pouco, então te colorei sobre o muito!"

Tenhamos todos uma semana de bênçãos multiplicadas!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Eu apenas queria vê-lo!

Assim, correu adiante e subiu numa figueira brava para vê-lo, pois Jesus ia passar por ali. Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e lhe disse: "Zaqueu, desça depressa. Quero ficar em sua casa hoje", São Lucas 12.4 e 5

Zaquel era um homem importante dentro do contexto em que vivia. Só que de repente surge no cenário um personagem muito mais importante, e ele desejou muito vê-lo. É possível que tenha pensado: "se eu não fosse considerado um traidor por colaborar com os romanos, o convidaria para jantar lá em casa..., mas espere, eu posso pelo menos vê-lo, enquanto caminha pelas ruas da cidade". Com esse pensamento correu para ver Jesus, e quando estava quase conseguindo seu desejo, deparou-se com uma grande dificuldade - muita gente cercava o Mestre e Zaquel era baixinho. Ele não desistiu, e numa decisão rápida, SUBIU em uma árvore para finalmente ver Jesus quando passasse. Só que para sua surpresa, quando o Senhor chegou embaixo da árvore, parou, olhou para e disse: "Zaquel, DESCE, e faz isso depressa, porque hoje Eu quero ficar em sua casa!".
Muitos ainda hoje, desejam ter um encontro com Jesus, e tentam isso de forma equivocada. Pensando poder fazer isso seus próprios recursos, acreditam mesmo que conseguirão, quando Jesus Cristo está olhando para ele e dizendo: "meu filho, DESÇA, por Eu quero ir para sua casa..., apenas abra a porta e me deixe entrar!

Que o Senhor Jesus encontre pousada em nossos corações!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Eu apenas quero ver!

- "O que você quer que eu lhe faça?" "Senhor, eu quero ver", respondeu ele. - Jesus lhe disse: "Veja! A sua fé o curou", São Lucas 18.41 e 42

Para entendermos o insistente pedido do filho de Timeu, devemos experimentar fechar os olhos,  colocar uma venda preta neles, logo que acordarmos. Com certeza a escuridão será insuportável. Para aumentar a experiência, vamos ficar assim durante pelo menos as seis primeiras horas do dia. E que tal sairmos à rua, quem sabe ir comprar o pão para o café da manhã. Se for numa manhã de verão aqui em Natal/RN, sentiremos o calor do sol, mas não veremos o sol;  ouviremos algum comentário sobre a beleza da manhã, também não a veremos; e na padaria, onde o pão?
Essa era a situação de BarTimeu. Mas de repente ele escuta um tropel perto de onde estava e soube que era Jesus que passava. Não pensou duas vezes, e começou a clamar: "Jesus, Filho de Davi tem misericórdia de mim!" E Jesus atendeu o seu clamor.
Caso você esteja numa situação parecida com a de BarTimeu, e não está vendo nenhuma saída para a mesma, apenas clame a Jesus, o Filho de Deus. Sim, mas seja insistente no clamar, seja específico no pedido, e fazendo isso com muita fé em Deus, você verá o resultado.

Que o Todo Poderoso escute e atenda ao nosso clamor!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Mas o que será mesmo que ele está dizendo?

Jesus chamou à parte os doze e lhes disse: "Estamos subindo para Jerusalém, e tudo o que está escrito pelos profetas acerca do Filho do homem se cumprirá. Ele será entregue aos gentios que zombarão dele, o insultarão, cuspirão nele, o açoitarão e o matarão. Mas no terceiro dia ele ressuscitará", São Lucas 18.31 a 33.

Próximo de consumar a missão para qual fora enviando à terra, Jesus chamou seus discípulos e anunciou o maior milagre que realizaria quando chegassem em Jerusalém: "sua morte e ressurreição, cuja finalidade era resgatar o ser humano da morte eterna para vida eterna". E os discípulos não entenderam, ou não talvez não quisessem entender, mas aconteceu. Chegando em Jerusalém, prenderam, massacraram e mataram nosso Senhor, que ao terceiro dia ressuscitou; como predissera. A própria Vida, dando sua vida para que eu e você pudéssemos ter vida, vida eterna. Mas assim como os discípulos, muitos ainda hoje parecem não entender quem fez o sacrifício, quem foi o sacrifício, para que foi o sacrifício. Se sabemos que foi Jesus quem fez o sacrifício, por que honrar a outrem? Se Ele foi o próprio sacrifício devemos dar-lhe o devido valor. E se conhecemos a finalidade do sacrifício, aceitemo-lo!

Que Deus abra nossa mente para que entendamos e aceitemos esse grande sacrifício que foi feito por nós!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Trocando as riquezas infinitas pelos bens terrenos!

Ao ouvir isso, disse-lhe Jesus: "Falta-lhe ainda uma coisa. Venda tudo o que você possui e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois venha e siga-me".
Ouvindo isso, ele ficou triste, porque era muito rico, São Lucas 18.22 e 23.

Todas as vezes que leio sobre o jovem rico, tenho tristeza por não saber se quando chegar no céu, o encontrarei lá. Aquele jovem era muito rico, era um bom religioso, cumpridor da lei, era o que hoje podemos chamar de um bom cristão. Só que não tinha ideia de como seria sua vida após a morte. Ele desejava uma eternidade com Deus, mas não sabia como alcançar. Então se dirigiu a pessoa certa, Jesus, que de forma muito direta deu a receita para se alcançar a vida eterna. Mas a receita que recebeu do Mestre não foi bem entendida, e ele afastou-se triste.
Será que Jesus estava dizendo que para se alcançar a salvação a pessoa tem que ser pobre? Com certeza não era isso! O que Senhor estava dizendo era que para se alcançar a salvação não se deve ter amor aos bens terrenos. E isso é entendido quando lemos o versículo 29, do mesmo texto.

Que o nosso amor a Deus esteja acima do amor a qualquer coisa da terra!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Auto-justificação - não tem qualquer valor para Deus!

Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, posto em pé, orava de si para si mesmo. O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!, São Lucas 18.10, 11a e 13.

A oração do fariseu era feita de si para si mesmo, era uma oração orgulhosa, que exaltava a si próprio (EU sou diferente, sou justo, honesto, crente, jejuo, contribuo). Já o publicano (cobrador de imposto para Roma), se reconhecia pecador, e com uma postura humilde, ficou distante do templo, sem sequer olhar para o céu clamava pela misericórdia de Deus. E Jesus afirmou que ele foi casa justificado, enquanto que o fariseu voltou como chegou (pensando que era justo).
Confesso que fico sem entender como, ainda hoje existem pessoas que se acham justos, mais santos do que outros, as vezes até insinuando que com seus atos de justiça garantem a salvação. Devemos sim, reconhecer nossas limitações e fraquezas, e como o publicano rogar ao único que pode nos justificar: "Senhor tenha misericórdia de mim!"

Feliz semana para todos!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Andar olhando para trás é coisa de criança!

Lembrai-vos da mulher de Ló, São Lucas 17.3

É comum andarmos pela rua e ver uma mãe puxando o filho pequeno pelo braço e dizendo: "meu filho olhe pra frente!". É possível entender o comportamento da criança, pois curiosidade faz parte de sua vida.

Mas um adulto que vive olhando para o passado, se alimentando das coisas passadas, se lamentando pelo que fez ou deixou de fazer, não parece ser muito inteligente.

Independente do credo religioso, creio ser interessante conhecermos a história da mulher de Ló, então entenderemos porque Jesus nos aconselhou a lembrar dela. Durante um bom tempo ela e seu marido viveram como nômades, mudando de um lado para outro, em busca de uma terra que Deus prometera ao seu tio-sogro Abraão. Mas um dia, por falta de espaço, precisaram se separar do tio e findaram indo morar em Sodoma. Cidade próspera, onde comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas uma cidade que podemos entender como império do mal.

Só que para Ló e sua família parecia está tudo bem. Mas de repente chega à sua casa dois enviados de Deus e diz: "saiam dessa cidade, corram para bem longe, e NÃO OLHEM PARA TRÁS, pois esta cidade vai ser destruída". A mulher de Ló, suas filhas e seu marido obedeceram a orientação dos anjos. Só que ela obedeceu em parte, pois no meio da fuga olhou para trás e . . .

Por isso o apóstolo disse aos Filipenses: "mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, (Fp 3.13)".

Seguindo o conselho de Jesus e imitando a atitude de Paulo, alcançaremos o bom futuro que nos aguarda.

Shabat Shalom! (tenha um feliz sábado)

Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Mas, onde estão os nove?

Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz. Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano. Jesus perguntou: "Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove?, São Lucas 17.15 a 17.

Ingratidão - característica da pessoa ingrata; atitude de quem não reconhece o bem que lhe foi oferecido nem a ajuda que lhe foi concedida.

Ingratidão - atitude enfrentada por Jesus da parte daqueles que o rodeavam. Seus conterrâneos, seus compatriotas, pessoas a quem Ele curava, alimentava, libertava, e que na maioria das vezes, sequer diziam "obrigado", como os nove leprosos.

Jesus enfrentou a ingratidão de um discípulo de confiança, que o traiu entregando-o à morte. Enfrentou a negação de um outro que afirmou que estaria com Ele até a morte. Enfrentou a rejeição da multidão que dias antes queriam proclama-lo rei.

Enfrenta o esquecimento de Carloman, a quem diariamente abençoa, cura, perdoa, consola . . . E de você Ele enfrenta . . ., bem, de você somente você pode falar.

Que neste dia possamos aguçar nossas mentes, e como o salmista, lembrar de todos os benefícios recebidos do Senhor (Salmos 116.12,13,14).              Carloman Otaviano - Natal / RN / Brasil

Não é o tamanho que define a eficácia.

 - Os apóstolos disseram ao Senhor: "Aumenta a nossa fé!" - Ele respondeu: "Se vocês tiverem fé do tamanho de uma semente de mostarda, poderão dizer a esta amoreira: 'Arranque-se e plante-se no mar', e ela lhes obedecerá", São Lucas 17.5 e 6.


Os discípulos estavam interessados em ter uma fé grande; que fosse notável, elogiável. Bem parecido com alguns "notáveis" de hoje. Mas Jesus queria que eles tivessem uma grande fé.

Assim Ele disse que Deus vê a intensidade, e não o tamanho da fé. E mostrou como exemplo a semente da mostarda, uma das menores sementes que existe. Mas que tem vida, quando plantada, morre (se anula), rompe a terra e se torna uma grande árvore. O tamanho dessa semente fala de humildade, da certeza de que é pequena, e que só pode ser ou fazer alguma coisa estando nas mãos de Deus.

Não se preocupe se sua fé parece ser ou é pequena. Apenas coloque-a nas mão do Senhor, como se colocasse uma semente na terra. Depois, apenas espere que Deus vai fazer brotar, e vai fazer crescer o que você está precisando. Mas por favor, quando vierem os frutos lembre que foi Deus quem fez através de sua fé, não foi a sua fé que fez, como ensinam alguns.

Que nossa pequena fé esteja sempre nas não de Nosso Senhor!

Carloman Otaviano - Natal / RN / Brasil

Tudo é uma questão de escolha! 

- "Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro", São Lucas 16.13.

No capítulo 16 o evangelista nos mostra como Jesus trata da boa convivência com os bens materiais. Primeiro vemos um mau administrador dos bens de seu senhor que recebeu a devida punição de seus atos; depois o mau comportamento de líderes religiosos em relação aos bens materiais;  e finalmente vemos que do outro lado da vida os bens materiais não tem qualquer valor. 
Mas dos 31 versículos desse capítulo o que me chama a atenção é o 13*, pois mostra que não podemos ficar em cima do muro quando o assunto é a escolha de um amo. 
Ou servimos a Deus e utilizamos os bens terrenos de forma sábia, ou servimos a Mamom (deus das riquezas da terra) e usamos Deus apenas para nos dá o que desejamos.
Mas devemos ter muito cuidado com o que escolhermos,  pois os bens terrenos são da terra e ficam aqui na terra quando morrermos.

Que o Eterno Deus nos ajude nessa escolha...
Carloman Octaviano - Natal / RN / Brasil

Correndo para os braços do Pai.

- A seguir, levantou-se e foi para seu pai. "Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou, São Lucas 15.20.

Nesse capítulo temos três parábolas de perdidos que,  no final foram achados: Uma ovelha que, talvez por falta de cuidado afastou-se do rebanho e se perdeu; uma moeda que foi perdida por sua dona; e um jovem filho que, desprezando o aconchego de lar e o amor do pai, partiu para uma terra distante para gozar os "prazeres" que o mundo parecia oferecer. Ainda bem que nos três casos, o final foi o resgate dos três perdidos.  Mas o que me encanta nessas parábolas,  é o fato do pai do filho ingrato te-lo visto  ainda longe,  quando retornou. O pai não foi em busca do ingrato,  pois foi ele que abandonou o lar. Todavia esperava sua volta todos os dias,  pois assim que o filho surgiu ao longo da estrada,  o pai correu ao seu encontro.
Deus é aquele pai amoroso, e continua de braços abertos,  esperando pelo retorno do filho que um dia O deixou, sem nenhum motivo plausível.
Então, que tal voltar correndo para os braços do Pai?

Que neste dia você tenha um feliz retorno!
Carloman Octaviano - Natal / RN / Brasil

Planeje bem seus empreendimentos.

"Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele, dizendo: 'Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar'.  São Lucas 14.28, 29 e 30

Voltamos as nossas meditações, com esse ensino de Jesus, onde Ele orienta que devemos calcular bem os custos de nossos projetos. Todas as escolhas que fazemos para vida tem um preço a ser pago - estudar para aprender,  se profissionalizar para melhor trabalhar, amar a pessoa com quem deseja viver - enfim,  planeje, calcule, e então realize. Sim, . . . mas nada disso funciona sem Deus na frente.

Shabat Shalom!  (feliz sábado)
Carloman Octaviano - Natal/RN/Brasil

Humildade ou arrogância, o que vai escolher?

Mas quando você for convidado para um banquete, ocupe o lugar menos importante, de forma que, quando vier aquele que o convidou, diga-lhe: 'Amigo, passe para um lugar mais importante'. Então você será honrado na presença de todos os convidados, São Lucas 14.10.

Neste ensino nosso Senhor nos dá uma grande lição sobre comportamento e humildade. Nós podemos ouvir e seguir o seu conselho, e sermos honrados no momento certo, ou podemos ignorar o conselho, e de vez em quando ser decepcionado pelo dono da festa que chega e pede: "por favor sente mais atrás, esse lugar está reservado para outro convidado".
E aí, não é melhor seguir o conselho do mestre?

Shabat Shalom (Feliz Sábado)
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil 

Andar encurvado? Nunca.

E na sinagoga estava uma mulher que tinha um espírito que a mantinha doente havia dezoito anos. Ela andava encurvada e de forma alguma podia endireitar-se.
Ao vê-la, Jesus chamou-a à frente e lhe disse: "Mulher, você está livre da sua doença".
São Lucas 13.11 e 12

Quando leio esse relato, imagino o sofrimento da mulher - dezoito anos olhando para baixo - não podendo olhar o céu, o sol, a lua, as estrelas . . ., ou, que sacrifício para fazê-lo. E isso por que era aprisionada por um espírito de enfermidade.
Muitas pessoas, ainda hoje andam encurvadas, não fisicamente, mas moral e espiritualmente, pois o espírito que aprisionava naquela mulher, continua fazendo prisioneiros.
Mas a boa notícia é que o mesmo Jesus que libertou a mulher, está chamando à frente todos os que queiram ser libertos e parem de andar encurvados.

Atenda o convite de Jesus, para que tenha uma postura ereta!
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

O ter em detrimento do ser . . .

Então Jesus contou esta parábola: "A terra de certo homem rico produziu muito bem.
Ele pensou consigo mesmo: 'O que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita'.
"Então disse: 'Já sei o que vou fazer. Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores, e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens.
E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se'.
"Contudo, Deus lhe disse: 'Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou? '
"Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para com Deus".

Ao dizer esta parábola, Jesus não estava condenando o fato de uma pessoa ter bens materiais. O que Jesus estava dizendo é que, por mais bens que o homem tenha, sua confiança deve estar firmada em Deus.
O valor da vida não consiste no que o homem tem, mas naquilo que o homem é!

Que neste dia, você seja muito rico das coisas do espirituais! 
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Claridade ou escuridão - o que escolher!

Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas. Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não sejam trevas, São Lucas 34 e 35.

Ver, ouvir, falar, cheirar, e tocar nas coisas. São formas dadas por Deus para que nos comuniquemos com o mundo exterior; e como são excelentes! Certamente não desejamos perder nenhuma delas. Por isso a a bíblia nos ensina a ter cuidado com todos elas.                                                                                                      
Escute o que Deus está dizendo: "cuide bem de seus olhos, pois ele ilumina todo o seu interior. Procure ter um olho puro, pois só assim você terá claridade em sua alma".  Portanto tomemos cuidado para que a claridade dentro de nós não fique às escuras...

Tenha uma semana debaixo da Luz De nosso Senhor Jesus!         Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Importunando um amigo . . .

Eu lhes digo: embora ele não se levante para dar-lhe o pão por ser seu amigo, por causa da importunação se levantará e lhe dará tudo o que precisar.
"Por isso lhes digo: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta., São Lucas 11.8 e 9

Nessa parábola aprendemos;
1º -  que deve haver uma relação de amizade entre o importunado e o importuno; 
2º -  que só se deve importunar em caso de real necessidade; e 
3º -  se houver confiança no amigo, deve-se continuar importunando, pois ele vai atender.
Você conhece um maior e melhor do que Jesus? Ele não se aborrece se for importunado, Ele só espera que observe as três condições descritas acima.
Então vá em frente . . . sim, e quando for atendido não esqueça de agradecer ao seu amigo!

Feliz sábado (Shabat Shalom)
Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Orar não é tão difícil . . .

Jesus lhes disse: "Quando vocês orarem, digam:

Pai! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano. Perdoa-nos os nossos pecados, pois também perdoamos a todos os que nos devem. E não nos deixes cair em tentação", São Lucas 11.2 a 4.

Quando Jesus ensinou seus discípulos orar, não estava querendo que decorassem e ficassem repetindo o texto. O que Jesus deu a eles foi um modelo de como orar, pois começa com ADORAÇÃO, pedido de suprimento diário, perdão de suas culpas, livramento dos ataques do inimigo, e reconhecimento de seu poder e sua Glória. Simples assim!

Que o Todo Poderoso escute e atenda você neste final de semana!                                     Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Escolha ficar quieto(a), e aproveite bem o seu tempo!

Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada",                    São Lucas 10.41 e 42.

Marta, Maria e Lázaro gozavam da amizade de Jesus. Era na casa deles que o Mestre se hospedava quando ia à Jerusalém e olha que aldeia deles ficava distante de Jerusalém uns 4 quilômetros; mas Jesus ia se hospedar lá. Mas estamos falando de Jesus - o Filho de Deus, o Ungido, o Messias prometido - então tem que está tudo perfeito para recebe-lo. Certo? É, parece certo.

Então o que Jesus quis dizer com a melhor parte?: "Marta, eu já estou na sua casa, e está tudo bem. Pare com o excesso de preocupação e venha ouvir o que tenho pra lhe dizer".

Isso parece com você que está lendo essa mensagem? Pois parece comigo que a escrevi.

E para mim e você o Mestre está dizendo:                                                                    "Descanse no Senhor e aguarde por ele com paciência. . . Salmos 37.7a

Que você goze o descanso de Deus nesse dia!                                                               Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Netanyahu se reúne pela primeira vez com Obama após acordo com o Irã

O encontro, previsto para o início da tarde na Casa Branca, será o primeiro entre os dois dirigentes desde outubro de 2014 e depois da assinatura do acordo sobre o programa nuclear iraniano entre seis grandes potências e Teerã, apoiado pelo presidente americano e criticado pelo israelense.

Só 6% das 15 mil barragens do país foram vistoriadas em três anos


Relatório produzido pela ANA (Agência Nacional das Águas) aponta que apenas 5,7% das 15 mil barragens do país passaram por vistorias entre 2012 e 2014. Dessas, apenas 14% têm nível de risco identificado. O documento revela, também, que as autoridades não conhecem danos em caso de incidentes na maioria das construções desse tipo.

Segundo o "Relatório de Segurança de Barragens", o país tinha até setembro de 2014 14.966 barragens registradas. Dessas apenas 856 foram vistoriadas entre 2012 e 2014. Os dados de 2015 ainda não foram divulgados.

O poder pertence a Deus!

Os setenta enviados voltaram alegres e disseram: "Senhor, até os demônios se submetem a nós, em teu nome". Mas Jesus respondeu: "alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus", São Lucas 10.17 e 20.

Todas nossas vitórias sobre são conseguidas pelo poder de Jesus Cristo, a quem deve ser dado toda a honra e todo o louvor. O orgulho humano tem causado a destruição de muita gente, por pensarem que podem fazer as coisas sozinhos

É natural que fiquemos contentes quando realizamos nossos empreendimentos com sucesso, mas nunca devemos pensar que o poder é pessoal. O poder pertence a Deus - Salmos 62.11b

Que o Todo Poderoso torne possível suas realizações nesse dia! (sendo da vontade dEle) Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Rejeitando pela aparência.

E enviou mensageiros à sua frente. Indo estes, entraram num povoado samaritano para lhe fazer os preparativos; mas o povo dali não o recebeu porque se notava em seu semblante que ele ia para Jerusalém. São Lucas 9.52 e 53

Os samaritanos não receberam Jesus porque Ele era judeu, sendo possível que o povoado seja Sicar (João 4.4). Mas quando tiveram outra oportunidade, não desperdiçaram (João 4.40).

Muitas vezes a mensagem do cristianismo parece estranha, pois ensina um comportamento diferente dos padrões estabelecido pelo sistema dominante, e por isso deixa-se de receber e ser abençoado. Mas se você ouvir a voz de Jesus hoje, não resista!

Que neste dia, você perceba a doce voz do Senhor Jesus!                                               Carloman Otaviano - Natal/RN/Brasil

Chega de incredulidade! 


Um homem da multidão bradou: "Mestre, rogo-te que dês atenção ao meu filho, pois é o único que tenho. Um espírito o domina. Roguei aos teus discípulos que o expulsassem, mas eles não conseguiram". Respondeu Jesus: "Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês e terei que suportá-los?,  São Lucas 9.38 a 41.

Jesus se depara com uma congregação de incrédulos. Então Ele diz: "até quando" Não parece uma expressão de tristeza? Mas a pancada final vem do pai do jovem que diz: "se podes...". (S. Marcos 9.22)
Se tem coisa que desagrada a Deus é a incredulidade do ser humano. Por isso que Jesus disse: "... credes em Deus, crede também em mim" (S. João 14.1b).

Graça e Paz, e que Deus nos dê uma semana de bênçãos
Carloman Octaviano - IEADERN/Templo Central/Natal-RN

Autoridades confirmam 2 mortes e 28 desaparecidos em Mariana (MG)


 Autoridades concedem entrevista coletiva em Mariana (MG)
   
O prefeito de Mariana (MG), Duarte Júnior (PPS), confirmou, na tarde deste sábado (7), que 28 pessoas estão desparecidas após o rompimento de duas barragens, que espalhou um mar de lama por distritos da cidade. A Defesa Civil também confirmou a segunda morte provocada pela tragédia. O corpo de um homem, que ainda não foi identificado, foi encontrado no município de Rio Doce, à beira de um rio, na lama. O município fica a cerca de 100 quilômetros de Mariana. 
Na última quinta-feira, quando duas barragens se romperam, um homem sofreu uma parada cardíaca e morreu ao ver o desabamento.
A lista de desaparecidos é composta por 13 funcionários da Samarco, empresa responsável pela barragem, trabalhadores de prestadoras de serviço e 15 moradores do subdistrito de Bento Rodrigues, o local mais atingido. Entre os desparecidos, estão cinco crianças.

O que se sabe sobre o rompimento das barragens em Mariana (MG)

Bento Rodrigues foi tomado pela lama que saiu das barragens e ficou devastado

Algumas perguntas sobre o rompimento de duas barragens em Mariana, no interior de Minas Gerais, permanecem sem resposta. Mas outras questões já estão claras. 
Veja o que se sabe até o momento sobre a tragédia:

Prefeito de Mariana (MG) diz que empresa "será cobrada" por acidente

Estádio em Mariana (MG), onde estão sendo separadas as doações que chegam de várias partes do Brasil para ajudar as vítimas do rompimento das barragens ocorrido na quinta (5)

O prefeito de Mariana (MG), Duarte Gonçalves (PPS), afirmou neste sábado (7) que a Samarco, empresa responsável pelas barragens que se romperam no distrito de Bento Ribeiro, "será cobrada".
"Foi gravíssimo e trouxe enormes prejuízos para Mariana. E, com certeza, nos vamos cobrar responsabilidades. Por mais que a empresa esteja também fazendo agora a parte dela, e é mais que obrigação, no momento adequado, porque agora nós estamos preocupados com vidas, nós vamos cobrar responsabilidades. E ela será cobrada", disse.

E para você, quem é Jesus?

Certa vez Jesus estava orando em particular, e com ele estavam os seus discípulos; então lhes perguntou: "Quem as multidões dizem que eu sou? " Eles responderam: "Alguns dizem que és João Batista; outros, Elias; e, ainda outros, que és um dos profetas do passado que ressuscitou". "E vocês, o que dizem?", perguntou. "Quem vocês dizem que eu sou?" Pedro respondeu: "O Cristo de Deus", São Lucas 9.18 a 20.

A maioria das pessoas ia atrás de Jesus para receber a solução de suas mazelas terrenas, e não se interessavam pela pessoa de Jesus - quem ele é? Não importa - o que eu quero é receber minha bênção!

No mundo de hoje é a mesma coisa. Uns têem Jesus como um grande profeta, outros como um espírito iluminado, e os que enchem os templos das igrejas (os chamados evangélicos), ávidos pelo que Jesus pode dar e não pelo que Ele é.

MAS EU E VOCÊ PODEMOS BUSCÁ-LO PELO QUE É - O FILHO DE DEUS!

Shabat Shalom! (Feliz Sábado!)

Carloman Otaviano – Natal/RN/Brasil

Quando os recursos forem poucos, coloca-os nas mãos de Jesus!

Jesus, porém, respondeu: "Dêem vocês algo para eles comerem". Eles disseram: "Temos apenas cinco pães e dois peixes - a menos que compremos alimento para toda esta multidão", São Lucas 9.13.

Humanamente era impossível alimentar uma multidão de mais ou menos quinze mil pessoas com cinco pães e dois peixes. Todavia, nas mãos do Filho de Deus, aquela pouca provisão transformou-se em um grande banquete em pleno deserto.

Essa é a maneira de Jesus agir; com poucos recursos realiza grandes feitos, a pessoas simples (tipo pescadores), torna grandes líderes.

E Ele continua com a mesma maneira de agir e está em busca de pessoas simples, humildes, para realizar através delas grandes feitos.

EXPERIMENTE COLOCAR-SE NAS MÃOS DO MESTRE!


Tenha, em Cristo, um dia de grandes realizações!

Carloman Otaviano – Natal/RN/Brasil

E quando tudo parece perdido . . .

Enquanto Jesus ainda estava falando, chegou alguém da casa de Jairo, o dirigente da sinagoga, e disse: "Sua filha morreu. Não incomode mais o Mestre". Ouvindo isso, Jesus disse a Jairo: "Não tenha medo; tão-somente creia, e ela será curada, São Lucas 49 e 50.

As vezes fico pensando no angústia de Jairo, esperando por Jesus a caminho de sua casa, enquanto Ele resolvia a situação da mulher da hemorragia.

O pior é que, quando Jesus finalmente continua a caminhada, chega alguém e diz a Jairo: "agora não adianta mais, sua filha já morreu!" - não incomodes mais o Mestre.
Mas Jesus tinha uma outra palavra: "não tenha medo, apenas creia!"

E ainda hoje nosso Senhor continua dizendo:
"NÃO TEMAS, APENAS CREIA E TUDO SERÁ RESOLVIDO!"

Que seu dia seja cheio da Graça e da Paz do Senhor!
Carloman Otaviano – Natal/RN/Brasil

Deus deseja ver em nós: humildade, dependência e confiança!

- Estando Jesus numa das cidades, passou um homem coberto de lepra. Quando viu a Jesus, prostrou-se com o rosto em terra e rogou-lhe: "Se quiseres, podes purificar-me".
- Jesus estendeu a mão e tocou nele, dizendo: "Quero. Seja purificado!" E imediatamente a lepra o deixou, São Lucas 5.12 e 13.

O leproso foi humilde e ao se prostrar, reconheceu a soberana vontade do Senhor, confiou no Seu poderio, então recebeu a cura que desejava.
Chegue-se a Deus com adoração, submeta-se a Sua vontade e creia no Seu poder - então receba dEle o que está precisando.

A Paz de Nosso Senhor, e bom dia!

Carloman Otaviano

Professora ateia queria obrigar aluna cristã a negar a existência de Deus.


Uma aluna da sétima série foi intimidada por sua professora a negar sua fé em Deus e a existência d’Ele em um trabalho escolar, mas o desfecho do caso foi surpreendente, com a jovem cristã levando a situação às últimas consequências cabíveis.

Se foi Deus quem mandou; faça!

- Tendo acabado de falar, disse a Simão: "Vá para onde as águas são mais fundas,  e lance a rede para a pesca".
- Simão respondeu: "Mestre, esforçamo-nos a noite inteira e não pegamos nada. Mas, porque és tu quem está dizendo isto, vou lançar as redes", Lucas 5.4 e 5.
As vezes nos encontramos em determinada situação que desistir parece ser a única saída.
Mas se o Senhor disser: "experimente fazer conforme eu estou mandando" - então faça!

Que o Senhor dê uma semana conforme você precisa!

Carloman Otaviano

Aí vem o Noivo! . . .

- "O Reino dos céus, pois, será semelhante a dez virgens que pegaram suas candeias e saíram para encontrar-se com o noivo.
- Cinco delas eram insensatas, e cinco eram prudentes.
Mateus 25.1 e 2

As dez virgens esperavam o noivo (todas eram virgens).
As dez virgens se prepararam e foram ao encontro do noivo.
O noivo demorou a chegar.
As dez virgens se cansaram e dormiram.
O noivo chegou momento inesperado, e aí é se viu a grande diferença . . .
Apenas cinco virgens estavam realmente preparadas para o grande encontro.
- Jesus está voltando, precisamos estar preparados para o grande encontro.

Carloman Otaviano

Assembleia de Deus em Belém realiza casamento coletivo de 450 casais

O evento já é tradição na igreja e conta com o apoio do governo do Estado que não cobra os custos do casamento civil

O dia 13 de junho ficará marcado para 450 casais, pois foi o dia do casamento coletivo realizado anualmente pela Assembleia de Deus em Belém. A cerimônia aconteceu no Centenário Centro de Convenções na capital do Pará e permitiu que familiares e amigos dos noivos acompanhassem o evento.

O casamento coletivo da AD em Belém é organizado há sete anos pelo pastor Oséas Santos, o religioso comenta que essa quantidade de casais confirma que ainda há muitas pessoas que acreditam na família. “Em meio a tantos divórcios e destruição de famílias, nós da Igreja Assembleia de Deus estamos reconstruindo o amor e a aliança com Deus. Esse trabalho a Igreja realiza durante todo o ano nos bairros junto com as comunidades”, disse.

Entre os casais estavam pessoas que já foram casadas, mas se divorciaram e após um tempo se reconciliaram e resolveram se casar novamente. Isso aconteceu com Edinete Lopes de Oliveira, 36 anos e Sandré de Oliveira Nascimento, de 56 anos, eles ficaram casados por cerca de dois anos e depois de um tempo de divórcio entenderam que foram feitos um para o outro e resolveram se casar.

Já o casal formado pelo militar aposentado Nivaldo da Paixão Rodrigues, 50 anos, e a dona de casa Cleide Trabassos, 37, tem uma história diferente: eles já moram juntos há 18 anos e depois que ele se converteu entendeu que era importante oficializar a união no civil e também na igreja. Mas casais novos também foram abençoados por esse projeto que já é uma tradição em Belém. A jovem Marta Susana, 18 anos, se casou com Anderson Marcelo, 20 anos, após dois anos de namoro e resolveram se casar na cerimônia coletiva da AD de Belém. “É a realização de um sonho e a concretização do nosso amor”, declarou a jovem.

A cerimônia foi realizada pelo pastor Nelson Cardoso, vice-presidente da Assembleia de Deus em Belém, ele ministrou a benção aos casais e pregou sobre a como o casal deve proceder para ter um casamento feliz. “Ter sabedoria, discernimento e temor a Deus é fundamental para uma união feliz. Cada esposo e esposa são responsáveis pela felicidade no casamento”.

Os 450 casais não tiveram despesas, pois o governo do Estado contribui com os custos do cartório e o Centenário Centro de Convenções foi todo decorado para recebê-los. A igreja ainda montou um painel em vermelho e branco, flores e com a réplica idêntica de um bolo de casamento para que os noivos registrassem o momento.

Fonte: gospelprime 

A imprensa protege o ativismo gay, diz Silas Malafaia O pastor não se calou e deu declarações polêmicas sobre esses assuntos

O programa Vitória em Cristo do último sábado (13) mostrou o desabafo do pastor Silas Malafaia a respeito de temas polêmicos. O primeiro deles foi a campanha de boicote ao grupo O Boticário pela campanha de Dia dos Namorados que mostrava casais formados por pessoas do mesmo sexo.

Malafaia deixou claro que não existe ganhador e nem perdedor.

“Minhas convicções, meus princípios não é vitória ou derrota, é a causa. Qualquer empresa agora, no Brasil, para usar a grande mídia para apoiar homossexualismo vai pensar três vezes”, disse.

Ainda sobre esse assunto, Silas Malafaia citou que em todo mundo os homossexuais promovem campanhas de boicote contra empresas e que ninguém os condena por isso, nem os chamam de fundamentalistas, idiotas e outros xingamentos que foram feitos ao pastor.

O religioso citou o recente caso onde o cantor Elton John resolveu fazer boicote à marca Dolce Gabbana por conta da declaração de seus idealizadores, que são homossexuais, que se posicionaram contra a adoção de crianças por gays.

“Eu não vi um jornalista xingar o Elton John, eu não ouvi ninguém dizer que ele é idiota, quer dizer que quando é eles, pode, quando sou eu não pode? Me chamaram até de homofóbico! Ei, opinião não é crime”.

Malafaia também falou da defesa da imprensa brasileira pela causa gay, dizendo que se algum evangélico tivesse citado o homossexualismo no trio elétrico de uma das marchas para Jesus a imprensa teria denunciado e diversos órgãos públicos teriam se levantado contra os evangélicos.

Mas no caso da Parada Gay de São Paulo, nenhum desses órgãos e nem a imprensa se colocou contra o transexual que se crucificou, vilipendiando um objeto sagrado.

“A imprensa é omissa, que vergonha!”, diz Malafaia cobrando um posicionamento crítico sobre este tipo de afronta.

“Quer dizer que liberdade de expressão é para o ativismo gay debochar e xingar quem eles querem e chamar de homofóbico. Quer dizer que liberdade de expressão é para jornalista escrever o que ele quer e detonar pastor e quem eles querem”, questiona o pastor.
Perseguição de judeus no Brasil

Outro assunto importante denunciado pelo líder evangélico é o caso da Universidade Federal de Santa Maria que recentemente foi citada em um caso que ganhou repercussão mundial.

A reitoria de pós-graduação pediu para que estudantes e professos judeus se identificassem, a situação repercutiu e entidades estão em alerta para saber se não se trata de um caso de antissemitismo.

Malafaia também ficou preocupado e pediu para a Sociedade Israelita ir até o final para encontrar os responsáveis. “Antissemitismo é crime no Brasil, é uma afronta”, disse ele. O religioso protestou dizendo que não vai aceitar tal atitude e que os responsáveis devem ser presos.

Fonte: gospelprime

EUA: Por religião, oficiais negam certidao de casamento a gays: Funcionários e juízes de paz alegam “liberdade religiosa” para não seguir decisão federal

O sistema político dos Estados Unidos permite que cada estado decida a respeito de uma série de leis. Assim, é possível que alguns tenham pena de morte ou legalizem as drogas, enquanto outros não o fazem.

Até a decisão na semana passada da Suprema Corte dos Estados Unidos de legalizar o casamento gay em todo o país, isso ainda era proibido em 13 estados.

Agora, todos são obrigados a se submeter. Contudo, iniciou-se uma batalha jurídica no Texas e no Mississipi, que se recusam capitular. Alegando “liberdade religiosa”, funcionários estão se recusando a emitir certidões para casais do mesmo sexo. Essas certidões ou licenças funcionam como o casamento civil no Brasil, sendo emitidas pelas prefeituras ou condados – uma divisão política regional.

O procurador-geral do Texas, Ken Paxton, autorizou quem se nega a fazer isso por “objeção religiosa”, mas admitiu que eles poderão sofrer processos na Justiça. Nas grandes cidades ainda não houve nenhum caso.

Porém, no condado de Hood, que reúne 53 mil habitantes no norte do estado, há reclamações. Katie Lang, secretária do condado, afirma: “Eu defendo minha liberdade religiosa. Acho que o casamento é para um homem e uma mulher pois é isso que a Bíblia diz. Podem me multar e podem me processar. Mas hoje em dia podem processar você por qualquer coisa”.

Nos condados de Hill, Jackson, Burleson e Ector, os secretários já avisaram que também não irão expedir certidões para homossexuais. O argumento de Paxton e de várias autoridades é que pelo regime do Texas, que tem sua própria Corte Suprema, é uma decisão ilegal e falha, tomada por um tribunal “ativista”.

Para eles, haveria um gritante conflito com a Primeira Emenda da Constituição, que garante o livre exercício da religião. Além dos funcionários dos cartórios, há juízes de paz que estão protestando.
O senador texano Rodney Ellis solicitou formalmente que a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, supervisione seu estado para “garantir que não deixem de cumprir a decisão da Suprema Corte e discriminem casais do mesmo sexo”.

“Os juízes de paz e juízes semelhantes podem reivindicar que o governo não pode forçá-los a realizar cerimônias de casamento do mesmo sexo sobre suas objeções religiosas”, escreveu Paxton.
Ao mesmo tempo, o procurador-geral do Mississipi, Jim Hood, recusa-se a não implementar a decisão federal e avisou que o estado pode simplesmente parar de realizar casamento civis. A maioria dos condados do Mississipi se negam a cumprir a ordem da Suprema Corte.

O governador do Estado, Phil Bryant, afirmou que irá fazer todo o possível para “proteger e defender a liberdade religiosa” no estado. O House Judiciary Chairman Andy Gipson, que também é pastor batista, sugeriu que se mude a lei para que não seja mais preciso haver uma licença para se casar no Mississipi. Embora admita que existem “prós e contras”, acredita ser uma opção válida.

Embora de não maneira oficial, políticos do estado do Oklahoma estão considerando a mesma possibilidade. A sugestão é que os celebrantes do casamento religioso seriam responsáveis por assinar os papéis que validariam o casamento automaticamente no civil.
O casamento gay no Brasil, embora contradiga a Constituição, passou a ser possível após a decisão do STF, através de uma “súmula vinculante”. Os cartórios não podem se recusar a fazer a cerimônia civil. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça aprovou uma resolução que se isso acontecer, o caso deve ser levado para análise do juiz corregedor do respectivo Tribunal de Justiça.

Com informações de Religion News e News Week e gospelprime

Funcionários e juízes de paz alegam “liberdade religiosa” para não seguir decisão federal

O sistema político dos Estados Unidos permite que cada estado decida a respeito de uma série de leis. Assim, é possível que alguns tenham pena de morte ou legalizem as drogas, enquanto outros não o fazem.

Até a decisão na semana passada da Suprema Corte dos Estados Unidos de legalizar o casamento gay em todo o país, isso ainda era proibido em 13 estados.

Agora, todos são obrigados a se submeter. Contudo, iniciou-se uma batalha jurídica no Texas e no Mississipi, que se recusam capitular. Alegando “liberdade religiosa”, funcionários estão se recusando a emitir certidões para casais do mesmo sexo. Essas certidões ou licenças funcionam como o casamento civil no Brasil, sendo emitidas pelas prefeituras ou condados – uma divisão política regional.

O procurador-geral do Texas, Ken Paxton, autorizou quem se nega a fazer isso por “objeção religiosa”, mas admitiu que eles poderão sofrer processos na Justiça. Nas grandes cidades ainda não houve nenhum caso.

Porém, no condado de Hood, que reúne 53 mil habitantes no norte do estado, há reclamações. Katie Lang, secretária do condado, afirma: “Eu defendo minha liberdade religiosa. Acho que o casamento é para um homem e uma mulher pois é isso que a Bíblia diz. Podem me multar e podem me processar. Mas hoje em dia podem processar você por qualquer coisa”.

Nos condados de Hill, Jackson, Burleson e Ector, os secretários já avisaram que também não irão expedir certidões para homossexuais. O argumento de Paxton e de várias autoridades é que pelo regime do Texas, que tem sua própria Corte Suprema, é uma decisão ilegal e falha, tomada por um tribunal “ativista”.

Para eles, haveria um gritante conflito com a Primeira Emenda da Constituição, que garante o livre exercício da religião. Além dos funcionários dos cartórios, há juízes de paz que estão protestando.
O senador texano Rodney Ellis solicitou formalmente que a procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, supervisione seu estado para “garantir que não deixem de cumprir a decisão da Suprema Corte e discriminem casais do mesmo sexo”.

“Os juízes de paz e juízes semelhantes podem reivindicar que o governo não pode forçá-los a realizar cerimônias de casamento do mesmo sexo sobre suas objeções religiosas”, escreveu Paxton.
Ao mesmo tempo, o procurador-geral do Mississipi, Jim Hood, recusa-se a não implementar a decisão federal e avisou que o estado pode simplesmente parar de realizar casamento civis. A maioria dos condados do Mississipi se negam a cumprir a ordem da Suprema Corte.

O governador do Estado, Phil Bryant, afirmou que irá fazer todo o possível para “proteger e defender a liberdade religiosa” no estado. O House Judiciary Chairman Andy Gipson, que também é pastor batista, sugeriu que se mude a lei para que não seja mais preciso haver uma licença para se casar no Mississipi. Embora admita que existem “prós e contras”, acredita ser uma opção válida.

Embora de não maneira oficial, políticos do estado do Oklahoma estão considerando a mesma possibilidade. A sugestão é que os celebrantes do casamento religioso seriam responsáveis por assinar os papéis que validariam o casamento automaticamente no civil.
O casamento gay no Brasil, embora contradiga a Constituição, passou a ser possível após a decisão do STF, através de uma “súmula vinculante”. Os cartórios não podem se recusar a fazer a cerimônia civil. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça aprovou uma resolução que se isso acontecer, o caso deve ser levado para análise do juiz corregedor do respectivo Tribunal de Justiça.

Com informações de Religion News e News Week e gospelprime

Lei dá a pastores o direito de não celebrar casamento gay

O governador Greg Abbott assinou em cerimônia pública a lei 2065, que marca uma vitória de um movimento que uniu diversos movimentos evangélicos do Texas. A “Lei de proteção ao Pastor” assegura aos ministros o direito de não celebrarem cerimônias de casamento homossexual nas igrejas pelas quais são responsáveis.
O imbróglio jurídico começou no ano passado, após o reconhecimento da legalidade do casamento gay em diversos estados norte-americanos. Seguindo a linha liberal da administração Obama, o governo federal fez pressão em vários níveis em favor da comunidade LGBT. Houve casos de empresas serem proibidas de se recusar a prestar serviço a casais homossexuais.

No conservador Estado do Texas, a prefeita da cidade de Houston, Annise Parker, foi a primeira prefeita abertamente gay eleita em uma grande cidade dos EUA. A prefeitura de Houston logo emitiu um decreto-lei permitindo que indivíduos transgêneros podiam fazer queixa-crime se sentirem-se discriminados de alguma maneira.
Alguns pastores mostraram-se contrariados depois que surgiram denúncias que eles estavam promovendo “discurso de ódio” nas igrejas. A prefeitura pediu então que eles submetessem cópias de seus sermões para que autoridades investigassem se havia homofobia. O recado era claro: os pastores ou padres que se manifestarem do púlpito contra o público LGBT terão de responder juridicamente por discriminação.

A pressão dos evangélicos do Estado inteiro forçou a prefeitura a voltar atrás. Iniciou-se então um embate legal no tocante aos limites da liberdade de expressão nos púlpitos. Os cerca de 400 pastores de Houston conseguiram a suspensão do decreto municipal que limitaria sua liberdade.

A partir de então um projeto de lei que recebeu o apoio de deputados dos dois partidos predominantes do sistema eleitoral começou a tramitar. Lobbies de organizações pró-LGBT como a ACLU, Iquality Texas e a Texas Freedom Network não tiveram sucesso.

O embate ganhou força quando diversas igrejas e organizações religiosas e pró-família como o Conselho de Pastores do Texas, a Conferência Católica do Texas, Convenção Batista do Texas, Eagle Forum, Liberty Institute, Focus on the Family, Coalizão de Pastores Afro-americanos – entre outros – uniram forças.

Com a aprovação da nova lei, nenhuma igreja ou organização religiosa do Texas poderá ser forçada a realizar um casamento e tampouco forçados a prestar serviços, acomodações, instalações ou ceder bens para qualquer atividade que viole suas crenças religiosas.

Uma vez que foi aprovado com dois terços dos votos, o projeto passou a ser lei imediatamente. Jonathan Saenz, presidente da Texas Values Action, ONG jurídica que defende a liberdade religiosa, comemorou: “Hoje comemoramos com pastores e membros do clero que são guiados por suas crenças religiosas sinceras e asseguramos que o Texas desfruta de liberdade religiosa sem interferência do governo”.

Com informações de Texas Value
Fonte: gospelprime

A Igreja Católica não deveria ter "líderes vitalícios", diz papa


A Igreja Católica não deveria ter ?líderes vitalícios? em suas fileiras, senão corre o risco de ser como um país sob ditadura, disse o papa Francisco nesta sexta-feira (3).

Francisco, de 78 anos, já declarou anteriormente que estaria pronto para renunciar ao invés de ficar até o fim da vida se sentisse que não pode continuar liderando a igreja de 1,2 bilhão de fiéis por razões de saúde ou outras.

"Sejamos claros. O único que não pode ser substituído na igreja é o Espírito Santo", afirmou o pontífice argentino em um discurso a cerca de 30 mil pessoas durante um evento ecumênico na Praça São Pedro.

"Deveria haver um limite de tempo para os cargos (na igreja), que na verdade são cargos de serviço", disse ele durante sua fala, em parte preparada e em parte improvisada.

Deixando claro que seus comentários não se restringem ao clero, Francisco acrescentou: "É conveniente que todos (os cargos) na igreja tenham um limite de tempo. Não há líderes vitalícios na igreja. Isto ocorre em alguns países onde existe uma ditadura".

Em fevereiro de 2013, o antecessor de Francisco, o papa Bento 16, se tornou o primeiro pontífice a renunciar em 600 anos.

Em uma entrevista à televisão mexicana em março passado, Francisco disse que o que Bento, agora conhecido como papa emérito, fez "não deveria ser considerado uma exceção, mas uma instituição".

Mas, na mesma entrevista, ele afirmou não gostar da ideia de uma idade de aposentadoria automática para os papas, por exemplo aos 80 anos.

Fonte: uol

Em audiência com ex-gays, Feliciano diz que homossexualidade se tornou “modismo”

A audiência pública na Câmara dos Deputados que ouviu o depoimento dos ex-gays foi marcada pelo relato de histórias de mudança de vida e de perseguição e preconceito.

O pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), autor do requerimento que possibilitou a audiência, comentou o tema da homossexualidade e reafirmou sua postura sobre o assunto, classificando a prática como um “modismo”.

“Essa audiência traz fôlego aos pais que não sabem mais o que fazer, quando a homossexualidade se tornou um modismo”, frisou Feliciano, afirmando que se uma pessoa pode ser gay, também “existe o caminho inverso”.

Reiterando a visão de que a homossexualidade é um comportamento, cinco convidados relataram suas experiências com pessoas do mesmo sexo, se disseram vítimas de abusos na infância ou de relacionamentos problemáticos com os pais durante a adolescência.

Em diversos momentos, frisaram que ninguém “nasce gay”, mas que o comportamento é estimulado e sugerido pelo meio em que vivem, de acordo com informações do G1.

Questionado pelos jornalistas, Marco Feliciano negou que a audiência para ouvir os ex-gays fosse uma tentativa de trazer de volta o debate sobre o projeto apelidado de “cura gay”, e enfatizou que não há ninguém que proponha nenhum tratamento para homossexuais: “Não existe cura, porque não é doença”, enfatizou.

Um dos ouvidos foi o pastor Joide Pinto Miranda, que relatou seu testemunho de vida aos parlamentares, e revelou que viveu como travesti por muitos anos, mas sempre esteve em conflito consigo mesmo: “Coloquei quatro litros e meio de silicone nos glúteos e cheguei a ser o terceiro travesti mais belo na minha cidade”, contou, mostrando uma foto da época em que era travesti. “Decidi mudar e fui ajudado por uma psicóloga, sim. Na verdade, eu nunca fui gay, eu nasci hetero, mas a vida me levou a ser gay. Hoje, sou casado há 17 anos e tenho um filho de 5 anos”, acrescentou.

Raquel Beraldo, estudante de psicologia, também falou sobre sua experiência, e contou que o período em que praticou a homossexualidade decorreu de abusos na infância e adolescência: “Fui abusada dos 8 aos 15 anos por um homem […] Hoje, eu vejo que comecei a tomar uma repulsa do sexo masculino […] Deixei essa opção sexual e entendo que eu nunca fui homossexual. Isso foi algo devido a situações que me levaram a isso”, afirmou.

WhatsappTweet
Compartilhar
Por fim, o pastor Robson dos Santos Alves disse que foi abusado sexualmente por um homem, e isso o levou a ser “viciado na prática homossexual”, mas que antes do episódio que desencadeou seu comportamento, não era assim: “Eu não nasci homossexual”, afirmou, contando que procurou ajuda psicológica e o que encontrou foi um obstáculo em sua decisão de deixar a homossexualidade: “É uma fábrica de homossexuais, você não tem apoio, te incentivam a sair do armário”, disse, com a voz embargada.

Ao lado da esposa, missionária Ana Paula Alves, o pastor frisou que conseguiu “vencer tudo isso e deixar a prática homossexual com a ajuda da ‘força de vontade’ e pela fé”.

Fonte: gospelmais

Governo ignora decisão do Congresso e tenta obrigar o ensino da ideologia de gênero nas escolas

A questão em torno da ideologia de gênero, uma das plataformas mais ousadas e importantes dos ativistas gays, foi recusada como política nacional de ensino em 2014 pelo Congresso Nacional, porém o Ministério da Educação (MEC) vem ignorando essa determinação e vem exigindo que os estados e municípios instituam essa matéria no currículo escolar.

A ideologia de gênero, em resumo, prega que a identidade sexual de uma pessoa seja construída a partir de suas experiências sociais, culturais e afetivas, e não a partir de sua constituição biológica. Na prática, isso significa dizer que, se implementada nas escolas, os alunos passariam a aprender que ser homem ou mulher é uma escolha pessoal, devendo assim, decidirem como querem ser tratados.

De acordo com denúncia feita pelo deputado federal Izalci Lucas Ferreira (PSDB-DF), o MEC vem exigindo que o ensino da ideologia de gênero seja implementado nas escolas municipais e estaduais até o fim de junho.

Em um discurso no plenário da Câmara, Izalci apresentou um requerimento, apoiado por outros 13 deputados, para cobrar explicações oficiais ao ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, a respeito de documentos elaborados pelo Fórum Nacional de Educação, que estão orientando a elaboração dos planos estaduais e municipais, com a afirmação de que a ideologia de gênero é obrigatória.

Essa postura do governo federal desobedece a determinação do Congresso Nacional em 2014, que retirou do Plano Nacional de Educação (PNE) todas as menções à ideologia de gênero como uma meta da educação brasileira. Na ocasião, ficou estabelecido que até o fim de junho de 2015, cada um dos 27 Estados, Distrito Federal e os 5.570 municípios aprovem planos próprios, seguindo as bases primárias definidas pelo PNE.

“A ideologia de gênero, contrariamente ao que dizem seus ativistas, não tem por finalidade combater a discriminação contra minorias. Ela tem origem no movimento marxista e tem por finalidade abolir a instituição familiar da estrutura social. É doutrina de Marx a noção de que a primeira de todas as opressões é constituída pela própria família, e que, sem a abolição da família, não poderá ser levada adiante a revolução comunista. Esta doutrina foi claramente exposta no último livro escrito por Marx, intitulado ‘A Origem da Família, da Propriedade e do Estado’, finalizado postumamente por [Friedrich] Engels”, afirmou o especialista Alberto Monteiro.

As críticas à proposta de ensino da ideologia de gênero nas escolas são abrangentes. A educadora Leonice da Paz, presidente da Associação Marchadoras de Jesus, afirmou que a educação sexual e a diversidade devem ser introduzidas pelos próprios pais, de acordo com suas culturas e crenças: “Não cabe à escola, apresentar este tema às crianças. Caso esta proposta seja aprovada, isto pode significar a violação de um direito que é, acima de tudo, da própria família. O perigo desta proposta está na possibilidade de fazer uma confusão muito grande na cabeça das crianças. Por trás desta proposta, há com certeza uma psicologia ativista servindo a uma agenda determinada, transformando crianças em cobaias”, pontuou, segundo informações do site Guia-me.

O promotor da Infância, Adolescência e Juventude do Mato Grosso do Sul (MS), Sérgio Harfouche, aponta que há irregularidades jurídicas na proposta de ideologia de gênero. Ele é membro da Comissão Permanente da Educação (COPEDUC) e do Grupo Nacional dos Direitos Humanos.

“O princípio de hierarquia das leis exige que, uma lei, para ser válida, retire essa validade de uma lei hierarquicamente superior. Uma lei federal não pode dizer mais ou menos do que a Constituição Federal já disse”, pontuou, reiterando que o Congresso Nacional excluiu a proposta da ideologia de gênero do PNE: “Por ser o Plano Nacional de Educação uma lei federal, vai oferecer subsídios para ser replicada nos estados e nos municípios pelos Planos Estaduais e Municipais de Educação. Vale dizer que, se o Plano Nacional de Educação, pelo Congresso Nacional, excluiu as expressões de ideologia de gênero, isto tem que ser também aplicado pelos planos estaduais e municipais”, frisou.

Fonte: gospelmais

Apesar de maioria a favor, Câmara rejeita redução da maioridade penal

30.jun.2015 - Estudantes protestam na Câmara dos Deputados contra a redução da maioridade penal

A Câmara dos Deputados rejeitou, já na madrugada desta quarta-feira (1º), a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 171/93, que previa a redução da maioridade penal de 18 anos para 16 anos de idade para os crimes considerados "graves". A rejeição ocorreu durante a votação em primeiro turno da PEC. No total, a proposta recebeu 184 votos contra, 303 votos a favor e 3 abstenções. Para que fosse aprovada, eram necessários 308 votos a favor. A votação contrária à proposta é vista como um duro golpe ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos principais incentivadores da medida.

A PEC 171/93 foi apresentada em 1993 e, inicialmente, previa a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para todos os crimes. Em abril deste ano, uma comissão especial foi criada para analisar os detalhes da proposta. No último dia 17 de junho, com amplo apoio da chamadas bancadas da "Bala" e da "Bíblia", o relatório apresentado pelo relator da matéria, Laerte Bessa (PR-DF), foi aprovado.

O relatório apresentado por Bessa foi resultado de uma série de acordos organizados pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que temendo que a redução não fosse aprovada em plenário, aceitou fazer concessões ao texto.

Em vez da redução da maioridade para todos os crimes, o novo texto da PEC previa apenas a redução nos casos em que os jovens a partir de 16 anos cometessem crimes considerados graves. Nessa categoria encontram-se os chamados crimes hediondos, como estupro, sequestro, tortura, por exemplo, além de outros crimes avaliados como graves como a lesão corporal seguida de morte.
Desde que voltou a tramitar na Câmara, a PEC da maioridade penal foi alvo de inúmeras polêmicas. Organizações em defesa dos direitos humanos como a Anistia Internacional, Human Rights Watch e organismos internacionais como o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) se manifestaram contra a medida alegando que não há indícios de que a redução da maioridade penal iria contribuir para a redução da violência.

O governo também se posicionou contrário à proposta. Em abril, a presidente Dilma Rousseff (PT), declarou ser contra a proposta. Em seu perfil no Facebook, a presidente argumentou que "os adolescentes não são responsáveis por grande parte da violência praticada no país".

Nesta terça-feira, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que também diz ser contra a medida, comparou o impacto da redução da maioridade penal a uma "bomba atômica". "Não vejo consequência só para o governo, vejo para o país. É uma bomba atômica para o sistema prisional dos Estados", disse.

A derrota da proposta que previa a redução da maioridade penal é vista como uma vitória do governo que se articulou junto a setores da oposição, inclusive do PSDB, para encontrar uma alternativa à PEC.
Entre as medidas apresentadas pelo governo, estão projetos de lei que alterem o ECA e aumentem as penas de internação a jovens infratores. Hoje, a pena máxima de internação para um menor de idade é de três anos de reclusão. O governo já acena com projetos que preveem uma ampliação dessas penas para até oito anos.

Tensão
A votação desta terça-feira foi marcada pela tensão. No início da noite desta terça-feira, a Polícia Legislativa chegou a usar gás de pimenta para dispersar um grupo de manifestantes contrários à redução da maioridade penal e que tentavam ingressar na Câmara.
Também nesta terça-feira, grupos contra e a favor da medida se enfrentaram dentro da Câmara e tiveram de ser separados por policiais.

Para controlar o acesso às galerias, a direção da Câmara distribuiu senhas. Mesmo assim, um grupo de manifestantes que havia conseguido uma decisão liminar do STF (Supremo Tribunal Federal) para que ele pudesse acompanhar as votações dentro da Câmara foi impedido de entrar nas galerias.