avozmissionaria@hotmail.com

Pesquisar este blog

Postagem em destaque

Nove entre dez brasileiros atribuem a Deus sucesso financeiro

Nove entre dez brasileiros dizem que seu sucesso financeiro se deve a Deus, mostra pesquisa Datafolha. A porcentagem supera 90% ent...

Tornados matam mais de 330 na pior tragédia em 86 anos nos EUA




As autoridades americanas continuam contando neste sábado os mortos deixados pela série de tornados e tempestades que varreram o sudeste dos Estados Unidos. Com um balanço de 337 vítimas, os tornados de quarta-feira passada (27) se transformaram na segunda pior tragédia do tipo nos Estados Unidos, a mais grave desde 1925.


A força dos ventos, que derrubou casas, árvores e postes de energia, deixou as equipes de emergência da região completamente esgotadas. Os corpos recuperados estão sendo armazenados em caminhões refrigerados, já que não há mais espaço em necrotérios. As autoridades já sentem falta de itens básicos, como lanternas e em uma vila até mesmo os bombeiros perderam seu caminhão.

O balanço mais recente das vítimas soma 337 mortes em seis Estados, incluindo ao menos 246 em Alabama. O número perde apenas para as tempestades de 18 de março de 1925, quando 747 pessoas morreram no mau tempo que varreu Missouri, Illinois e Indiana. O segundo dia mais mortal de tempestades era em março de 1932, quando 332 pessoas morreram, todas no Alabama.

Desta vez, os tornados deixaram ainda milhares de feridos, 990 apenas em Tuscaloosa, no Estado de Alabama, onde cerca de q milhão de casas e empresas ainda estão sem energia elétrica.

Sierra Dawson (dir.) conversa com seu amigo Preston Broyles em meio aos destroços de uma casa em Trenton (Geórgia)

A escala do desastre chocou até mesmo o presidente Barack Obama, que visitou a região na sexta-feira. "Eu nunca vi devastação como esta", disse, me meio aos destroços em Tuscaloosa, onde ao menos 45 morreram e bairros inteiros foram destruídos.

O prefeito de Tuscaloosa, Walt Maddox, chamou a devastação de uma crise humanitária para a cidade, de mais de 83 mil habitantes.

Maddox disse que 446 pessoas estão desaparecidas na cidade, mas ressaltou que muitas já devem ter sido encontradas por seus parentes, que não reportaram para a polícia.

DEVASTAÇÃO

O Alabama deve receber dinheiro do governo federal para os trabalhos de reconstrução após a devastação.

Neste momento, contudo, equipes de emergência e 2.000 soldados continuam focados em procurar sobreviventes em meio aos destroços. O governador do Alabama, Robert Bentley, já disse que o número de mortos deve aumentar à medida que as equipes avancem sobre as áreas mais afetadas.

"Jamais tivemos um evento climático desta dimensão em nossa história", disse a Autoridade do Vale do Tennessee, uma empresa estatal que fornece eletricidade a nove milhões de pessoas em sete Estados.

Bentley também declarou estado de emergência e disse estar destacando 2.000 guardas nacionais. Os governadores de Arkansas, Mississippi e Tennessee também declararam estado de emergência. Os tornados deixaram vítimas ainda na Géorgia, Oklahoma Missouri, Kentucky e Virgínia.

"Pensei que era só um trem", diz frase em casa danificada por série de tornados em Trenton (Geórgia)
"Pensei que era só um trem",
diz frase em casa danificada por série de tornados em Trenton (Geórgia)

"Estamos concentrados em busca e resgate. Vamos fazer tudo para encontrar os que estão presos e os que não encontramos ainda", disse Bentley à CNN.

"Todo mundo diz que (um tornado) parece um trem, e comecei a ouvir o trem", disse à Reuters Anthony Foote, morador de Tuscaloosa cuja casa foi gravemente danificada. "Corri e pulei dentro da banheira e a casa começou a sacudir. Depois os vidros começaram a se estilhaçar."

Segundo o serviço nacional de meteorologia, cerca de 300 tornados e tempestades atingiram o sul e o leste do país desde sexta-feira passada (22). Metade deles foram registrados no Alabama. Tornados são comuns no sul e no meio-oeste dos Estados Unidos, mas raramente são tão devastadores.

Fonte...

0 comentários:

Postar um comentário