avozmissionaria@hotmail.com

Pesquisar este blog

Postagem em destaque

Nove entre dez brasileiros atribuem a Deus sucesso financeiro

Nove entre dez brasileiros dizem que seu sucesso financeiro se deve a Deus, mostra pesquisa Datafolha. A porcentagem supera 90% ent...

Japoneses lembram os quatro meses após terremoto e tsunami com homenagens às vítimas


Os japoneses pararam hoje (11) por alguns minutos para lembrar os quatro meses do terremoto seguido por tsunami – de 11 de março – que deixou cerca de 25 mil mortos e desaparecidos no Japão. Nas regiões do Centro e Nordeste do país, as pessoas homenagearam as vítimas e lembraram a data de várias formas. As informações são da emissora de televisão estatal japonesa, NHk.

A catástrofe no Japão se agravou com as explosões e vazamentos radioativos da Usina de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país. Os reatores da usina sofreram rachaduras e acabaram permitindo os vazamentos e gerando os acidentes. O caso levou o país e o mundo a observar a energia nuclear com outra perspectiva. Várias cidades ao redor da usina foram esvaziadas e as pessoas passaram a morar de forma improvisada em outras áreas.
Uma das homenagens mais emocionantes em homenagem às vítimas do terremoto e do tsunami foi a do pescador Yamada Yasuhiro, da cidade de Iwate, que perdeu os pais, a mulher e os filhos na catástrofe.
Yamada fez uma prece com oferendas - flores, bebidas e comida – em uma praça pública da cidade. O pescador contou que a vida dele mudou completamente nos últimos quatro meses. De acordo com ele, o sentido de perda passou a ser muito mais profundo.
Na cidade de Ishinomaki, na região de Miyagi, no Nordeste do país, está sendo construído um memorial em homenagem às vítimas. A estimativa é que cerca de 200 pessoas que viviam na área foram afetadas pelo terremoto seguido por tsunami.
Em uma escola na região de Ibaraki, também no Nordeste do país, o diretor do colégio fez uma reunião com os alunos e lembrou que todos foram fortes e devem ter orgulho dos esforços feitos depois da catástrofe. A escola foi destruída e os estudantes mudaram para um edifício pré-fabricado.

0 comentários:

Postar um comentário