avozmissionaria@hotmail.com

Pesquisar este blog

Postagem em destaque

Nove entre dez brasileiros atribuem a Deus sucesso financeiro

Nove entre dez brasileiros dizem que seu sucesso financeiro se deve a Deus, mostra pesquisa Datafolha. A porcentagem supera 90% ent...

Débitos não autorizados iniciam 2011 na liderança das queixas contra bancos



SÃO PAULO – Débitos não autorizados foram os principais motivos das reclamações contra bancos em janeiro deste ano.  Ao todo, das 993 reclamações procedentes contra todos os bancos do país, 173 eram sobre essa operação, que representou 17,43% do total.


Do total referente a esse tipo de reclamação, 53 foram contra o Banco do Brasil, 39 contra o Santander, 31 contra o Itaú e 28 contra o Bradesco. Em seguida estão Caixa Econômica Federal, com 15 reclamações sobre débitos não autorizados.



O Banco de Brasília e o Banrisul empataram com duas queixas. E o Fiabra, BMG e Safra receberam em janeiro apenas uma reclamação procedente sobre débitos não autorizados.
Em dezembro, débitos não autorizados também estavam em primeiro lugar do ranking, com 138 queixas, 15,64% do total de 882 reclamações procedentes de todos os bancos daquele mês.

Outras reclamações


Já a reclamação com o segundo maior número de incidência foi a que se refere à Circular 3289-Esclarecimentos Incompletos/Incorretos, com 120 ocorrências – ou 12,08% do total.
Neste caso, as instituições que mais tiveram reclamações desse tipo foram BMG, com 49 reclamações; Itaú, com 18; Bradesco, com 12; Banco do Brasil, com 11; e Santander, com oito queixas desse tipo.
Na lista ainda estão: Caixa Econômica Federal e Panamericano, empatados com quatro queixas cada um; Paraná Banco, com três reclamações; Pine, com duas. E JP Morgan Chase, Safra, BNP Baribas, Rural, Cruzeiro do Sul, Matone, Sofisa, Banco do Estado de Sergipe e Banco Intermedium ficaram empatados com uma queixa.
Em terceiro, com 89 reclamações, ficou a Circular 3289, que trata sobre descumprimento de prazos, que representaram 8,96% do total das reclamações. Na tabela abaixo é possível verificar as dez principais reclamações de janeiro:

ReclamaçãoNúmeroRepresentação
Conta - débitos não autorizados  17317,43%
Circular 3289 - esclarecimentos incompletos/incorretos12012,08%
Circular 3289 - Descumprimento de prazo898,96%

Segurança dos meios alternativos - Operações não reconhecidas
707,05%
Tarifas - Cobrança irregular - Serviços diferenciados  57
5,74%

Tarifas - Cobrança irregular - Serviços não contratados
565,64%
Concessão de crédito sem título adequado - ausência de documento - demais operações  474,73%
Liquidação antecipada - Restrição à portabilidade - Crédito Consignado323,22%
Segurança dos meios alternativos - Saques/depósitos divergentes323,22%
Concessão de crédito - Sem tít. adequado - Ausência de doc - Crédito consignado313,12%


Bancos com mais de um milhão de clientes


De acordo com o levantamento, somente o número de reclamações contra os bancos com mais de um milhão de clientes alcançou 717 casos no mês passado. O número, frente a janeiro, registrou uma alta de 93,26%, uma vez que naquele mês foram 371 queixas procedentes contra estas instituições. Na comparação com dezembro de 2010, a alta foi de 18,32%, uma vez que naquele mês o total de reclamações somou 606 queixas.

0 comentários:

Postar um comentário